Enquanto vereadores da oposição discutem local de posto policial, prefeito e policia reuniram na Vila Nova em Mantena

506

96Tentando inflamar o jogo político em Mantena, a oposição e a mídia tendenciosa no qual trabalham juntos para o “quanto pior melhor”, dessa vez vem tentando jogar alguns dos vereadores que apoiam a administração a votarem contra o prefeito, numa situação já pré-definida, tentando força-los a juntar-se a eles para quebrar o veto do prefeito na emenda no Orçamento 2015 que sugeria a construção do Posto da PM no Bairro dos Operários, numa tentativa clara e objetiva de tão somente desarticular as ações e confundir os vereadores no legislativo municipal.

Na verdade, eles, mídia tendenciosa e vereadores da oposição, tentam de todas as formas derrubar o veto do Prefeito Municipal, Wanderson Coelho, que ouvindo o Comando da Polícia Militar de Mantena, que se manifestou contra a construção do Posto no Bairro dos Operários, vetou a emenda no orçamento 2015 para construção deste Posto no Bairro dos Operários.

A imprensa esteve com um dos representantes da Polícia Militar em Mantena, Tenente Valtair, que informou que o Comando já comunicou ao representante do Ministério Público de Mantena, que a corporação não tem como agilizar os trabalhos no possível posto que seria instalado morro do Bairro dos Operários, explicou que é devido a um grande custo operacional, já que teria de colocar, no mínimo, dois policiais de seis em seis horas no local, perfazendo doze policiais durante um dia, o que se tornaria inviável devido a falta de contingente policial o que acontece até mesmo para atender toda Comarca, como tem reclamado alguns prefeitos como é o caso de Central de Minas e São João do Manteninha.

Outro favor que foi amplamente observado é a localização para construção do Posto Policial no Bairro dos Operários que podia trazer grandes dificuldades, por exemplo, aos dois policiais que ficariam pela madrugada a mercê dos bandidos que bêbados ou drogados pudesse num repente de raiva pela ação ataca-los ali altas horas da noite, visualizando assim que o risco poderia ser evitado, analisando finalmente pelos fatos diversos que seria inviável a construção do Posto no bairro.

A imprensa também ouviu dos advogados que milita nesta área e trabalha em Mantena, quando se manifestou sobre a situação “Diante dos fatos, quando a própria PM se mostra contra a construção por ser inviável o funcionamento e a criação do Posto Policial no Bairro não tem o porquê dos vereadores ficarem debatendo o assunto, e ai, se votarem pelo dinheiro e pela emenda no Orçamento, a prefeitura vai construir e quem vai trabalhar no Bairro dos Operários, seriam eles mesmo?, eu te pergunto?. Essa é mais uma perda de tempo que os vereadores podem muito bem descartar procurando o Comando da PM para certificar dos fatos. Acho que eles deve agir em outras situações, não perder mais tempo tentando a todo tempo intriga, é triste quando se unem para contestar tão somente e ainda querem envolver os vereadores que apoiam ao prefeito forçando a barra”, definiu.

Polícia e prefeito se reuniram na Vila Nova

A comunidade da Vila Nova lotou, na noite desta quarta-feira, 18/03/2015, as dependências do salão paroquial da Igreja Católica do bairro para a segunda reunião sobre Segurança Pública envolvendo os moradores, a Polícia Militar e a Administração Municipal visando a construção de um Posto policial na praça local.

Durante o encontro, foi criada uma comissão para acompanhar o Tenente PM Valtair para gerir as doações de material de construção que irão erguer o posto, que deve começar a ganhar vida no próximo dia 6 de abril, segundo previsões da PM.

A comandante da Corporação local, Capitã Carla, e o prefeito de Mantena, Dr. Wanderson Coelho também prestigiaram o encontro e disseram que serão incansáveis nesta construção, uma vez que a unidade será um grande ponto de encontro entre a PM e a comunidade, garantindo maior contato entre ambos, além de segurança.

A Administração Municipal, que está completamente empenhada no projeto, entrará com os profissionais que erguerão o prédio e também em suas instalações.

90 91 92 93 94 95