Enivaldo: “Vamos para as ruas com um exército democrático”

804
Gustavo Lacerda e Enivaldo dos Anjos

Apesar de a Justiça Eleitoral liberar reuniões políticas em Barra de São Francisco e Água Doce do Norte com até 300 participantes, o candidato a prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD), da coligação “Amamos Barra de São Francisco”, anunciou que não retornará às reuniões, porque elas teriam que ser feitas com distanciamento de 2 metros entre as pessoas e não haveria espaço físico adequado para atender às exigências.

Diante disso, ele distribuiu nesta quinta-feira (22) um áudio por aplicativo de troca de mensagens consultando as bases e sugerindo à militância para que se mobilize, “de forma organizada, como um exército democrático para conquistar os votos e garantir a vitória nas eleições municipais”.

“Já havíamos feito duas reuniões, em Monte Sinai e Paulista, e todas as duas provocaram boletins de ocorrência da Polícia Militar alegando que estávamos fazendo aglomeração e muita gente sem máscara protetora. Suspendemos esses encontros para não entrar em conflito com a PM, que está cumprindo suas obrigações. Conversamos com o juiz eleitoral, que decidiu liberar as reuniões, mas com distanciamento de 2 metros, o que inviabiliza, porque não temos área com tamanho suficiente para atender a essa exigência”, disse o deputado estadual Enivaldo dos Anjos.

O parlamentar, candidato a prefeito três décadas depois de ter ocupado o cargo (1989-1992), ao mesmo tempo sugeriu à militância que o trabalho continue a ser feito da mesma forma que até o momento.

“Nossos vereadores estão indo para as ruas, de casa em casa, pessoa a pessoa, para pedir voto. Precisamos criar esse exército de pessoas pedindo voto, seja pessoalmente seja pelo whatsapp ou pelas redes sociais, fazer uma corrente de votos para garantir o resultado positivo. Eleição somente se decide depois que termina a votação. Portanto, nada está definido e temos que manter o trabalho intenso para ganhar e trabalhar por Barra de São Francisco”.