Enivaldo dos Anjos reverencia Élcio Álvares: “O Norte deve muito a ele”

343

15491812_10209984455160746_114831376_oO deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) participou no sábado (10/12/2016) das últimas homenagens ao ex-governador Élcio Álvares, que morreu na sexta-feira e foi velado no salão nobre do Palácio Domingos Martins (Assembleia Legislativa), onde exerceu seu último mandato político como deputado e presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Desde 2015, Élcio era o presidente da Banestes Seguros e morreu de insuficiência renal.

De acordo com Enivaldo dos Anjos, as regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo começaram a ser vistas a partir do governo de Élcio Álvares (1975-79), devido à sua grande proximidade com o promotor de Justiça e, depois, deputado estadual e presidente da Assembleia, Edson Machado, através de quem também ele, Enivaldo dos Anjos, entrou na vida pública, inicialmente como chefe de gabinete da Presidência do Legislativo, no início dos anos 80.

“Junto com Edson Machado, o governador Élcio Alvares levou muitas realizações para o Norte do Espírito Santo, porque a representatividade política de nossa região na época era quase nula. Barra de São Francisco, especialmente, sempre teve uma grande ligação com Élcio, que nos ajudou muito”, disse Enivaldo.

O deputado ainda enfatizou a força política que possuía Élcio Álvares e que ajudou a projetar, politicamente, o Espírito Santo, primeiro como líder do Governo Geisel na Câmara, depois como governador indicado, vindo mais tarde o Senado, que foi seu grande momento na política nacional.

“O ex-presidente Fernando Henrique, de quem Élcio foi líder no Senado, reconheceu publicamente a importância do senador capixaba para a implementação exitosa do Plano Real, que encerrou um longo ciclo inflacionário brasileiro e permitiu a maior prosperidade para a Nação. Graças à sua projeção, Élcio foi ministro da Indústria e Comércio e, depois, da Defesa no governo de FHC, orgulhando o Espírito Santo, pois, embora nascido em Minas, foi aqui no Estado que Élcio cresceu e se formou, sendo um mineiro-capixaba honrado”, acentuou.

No âmbito das realizações, Enivaldo dos Anjos salientou que Élcio Álvares fez grandes intervenções que viabilizaram o crescimento da Grande Vitória, como a construção da Segunda Ponte para Cariacica (até 1979 havia somente a ligação da Ponte Florentino Avidos com Vila Velha e Cariacica), a Rodovia do Sol asfaltada, a Terceira Ponte foi iniciada por ele, a rodoviária da Ilha do Príncipe, que subsiste até hoje graças à sua visão do futuro. “Vitória tinha uma parada de ônibus e não uma rodoviária e foi Élcio quem resolveu o problema”, disse.

Outro aspecto salientado por Enivaldo dos Anjos foi a competência profissional de Élcio Álvares como advogado: “Ele era um profundo conhecedor do Direito, um grande criminalista, um orador eloquente. Em Barra de São Francisco fez júris que entraram para a história”.

E finalizou dizendo que “embora a morte nos distancie definitivamente das pessoas, a história de Élcio Álvares será cultuada por todos aqueles que reverenciam a cultura e a memória do Espírito Santo, que deve muito a Élcio o seu status político”.Parte superior do formulário.

15497502_10209984453840713_1061921479_n 15502658_10209984454400727_534524697_o 15516005_10209984454040718_1772365988_o