Enivaldo dos Anjos: “Prefeito só perde meu apoio se houver corrupção”

1965
Deputado Enivaldo dos Anjos
Deputado Enivaldo dos Anjos

Nessa entrevista, o deputado Enivaldo dos Anjos desmistifica os comentários de que o prefeito Alencar Marim (PT) nada fará sem consultá-lo e garante que estará, não apenas na solenidade de posse em Barra de São Francisco, como em Ecoporanga e Águia Branca.

Também fala de influência na formação da equipe de Governo e na eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores.

E joga duro com a possibilidade de concessão de espaços para determinados grupos e pessoas na administração.

Gazeta do NorteDeputado, o sr. vai participar da solenidade de posse do prefeito Alencar Marim, em Barra de São Francisco?

Enivaldo dos Anjos – Não apenas na posse do Alencar, como também do Brizola, em Águia Branca, e do Elias Dalcol, em Ecoporanga. Se o tempo permitisse, eu participaria da posse de outros companheiros que também apoiamos em outros municípios, mas todos eles sabem que podem contar com meu apoio em nível estadual, para, juntos, fortalecermos a nossa região.

Gazeta do NorteO sr. teve papel importante na eleição do Alencar. Qual será sua influência na nova administração municipal?

Enivaldo dos Anjos – Influência direta, nenhuma. O prefeito precisa ter autonomia para formar sua equipe e governar de acordo com o programa que apresentou à população e que o levou a se eleger.

Gazeta do NorteMas vai apoiá-lo?

Enivaldo dos Anjos – Lógico que vou apoiar, tanto a ele quanto ao Brizola, ao Elias e a todos os prefeitos da região que vierem pedir minha ajuda para a região prosperar. Prefeito só perde meu apoio se houver corrupção, se juntar com pessoas desonestas da cidade. Se isso acontecer, não precisa contar comigo, mas sei que o Alencar é uma pessoa de princípios e jamais permitirá que a administração seja assaltada por gente desonesta.

Tem gente que fica especulando isso ou aquilo, mas se esquece de que a relação de confiança entre eu, nosso grupo, e o Alencar não é de hoje. Ele foi secretário durante toda a administração do Waldeles, nosso companheiro; foi escolhido por mim como candidato a vice-prefeito em 2012 e, agora, teve nosso total apoio, quando retiramos a candidatura de um companheiro nosso e nos unimos para colocar um fim aos desmandos e à desonestidade na prefeitura.

Gazeta do NorteO sr. vai indicar algum secretário?

Enivaldo dos Anjos – Sempre tive uma relação respeitosa com o PT. Muita gente não era nem nascida quando essa relação começou, com a parte boa do partido. Quando fui prefeito, de 1989 a 1992, nosso grupo elegeu um vereador do PT para presidir a Câmara, inclusive exercendo o histórico papel de presidente da Câmara Constituinte, que elaborou a Lei Orgânica ajustada à Constituição de 1988.

Então, minha relação com o PT sempre foi de dar e nunca de pedir. O PSD não vai pedir r nenhum cargo, nenhuma secretaria. O Alencar vai escolher livremente sua equipe.

Gazeta do Norte – Há muitos comentários de que o Sr. vai influenciar na eleição da Mesa Diretora da Câmara

Enivaldo dos Anjos – É outra invenção. O máximo que posso fazer é, se os vereadores do PSD vierem pedir meu conselho, indicar que votem conforme a orientação do Alencar. Essa questão da Câmara é um assunto para o prefeito resolver e ninguém mais.

Gazeta do Norte – O Alencar ganhou com mais de 60% dos votos. Isso é importante para que ele possa administrar?

Enivaldo dos Anjos – Quando a população descarrega seus votos num candidato, como Barra de São Francisco fez com ele, está mandando dois recados: um, de que não aguenta mais o modelo que está aí; e o outro é que está depositando confiança no candidato e espera por ele ser correspondida. Alencar está preparado para corresponder a todas as expectativas e vai poder contar com nosso grupo e com o meu apoio na Assembleia. O ambiente é também favorável em todo o setor produtivo do município.

Gazeta do Norte – O ano de 2017 vai começar acelerado para o sr?

Enivaldo dos Anjos – Com certeza, será acelerado. No dia 1º vamos participar desse momento importante de retomada de vários municípios importantes. Se der tempo, vamos pelo menos dar um abraço em outros companheiros em Alto Rio Novo e em Pancas. No dia 2, tenho que estar em Vitória para dar posse a três novos deputados, suplentes que assumem o mandato por causa da eleição de três deputados como prefeitos em Linhares, Guarapari e Marechal Floriano.

Gazeta do NorteO senhor acha que a recuperação ou a ampliação da base eleitoral e as conquistas do último pleito representam aprovação ao seu mandato?

Enivaldo dos Anjos – Se avaliarmos pelo aspecto do resultado das eleições, sim, a gente compreende que no caso das eleições brasileiras, que são de dois em dois anos, os mandatos são avaliados na metade e no final. Nessa metade, que terminou exatamente nesse ano, nós tivemos oportunidade de perceber uma aprovação das cidades, das lideranças que nos apoiam, de que o trabalho foi bom.

E de que houve, sim, essa correspondência no pleito municipal deste ano.

Gazeta do Norte – Quais foram, na sua avaliação pessoal, as grandes conquistas desse pleito eleitoral?

Enivaldo dos Anjos – Olha, em resumo, fazendo uma avaliação política, temos a retomada do poder em municípios importantes da nossa base eleitoral e da área de atuação do mandato parlamentar. São os municípios de Barra de São Francisco, Ecoporanga, Águia Branca, Pancas e Alto Rio Novo. Também tivemos alguns resultados importantes no campo das eleições proporcionais, onde o partido acabou por fazer mais de 40 vereadores, o que demonstra que o nosso trabalho e o do partido na Executiva estadual tem sido importante e gerado um reconhecimento da população.