Enivaldo dos Anjos pede auditoria em contratos de rotativos

342
Esta fábrica de multar pode estar com os dias contados
Esta fábrica de multar pode estar com os dias contados

Os contratos das Prefeituras de Vitória e Vila Velha com a empresa Estapark, para exploração de estacionamento rotativo, passarão por uma auditoria especial do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCEES). Representação neste sentido foi protocolada pelo deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), presidente da CPI dos Guinchos, junto à Corte de Contas.

O parlamentar quer que o Tribunal de Contas verifique as suspeitas de irregularidades nos processos licitatórios que resultaram na contratação da empresa que explora o serviço de parquímetro tanto em Vitória quanto em Vila Velha.

Para Enivaldo dos Anjos, há fortes indícios de que o processo foi viciado em sua origem em prejuízo do interesse público. O presidente da CPI já anunciou que fará o mesmo procedimento em relação à exploração de estacionamento rotativo em mais três municípios: Guarapari, Linhares e Colatina.

Segundo o parlamentar, há falhas na fiscalização da arrecadação pela empresa – parte do que é arrecadado é, contratualmente, repassado às prefeituras para investimentos nas vias públicas. “A informação é de que em Colatina o controle é ainda mais frouxo, porque a cobrança é feita com tíquetes impressos”, disse Enivaldo.