Enivaldo dos Anjos pede a Hartung a criação de um departamento médico legal com legista para Nova Venécia

457
Deputado Enivaldo dos Anjos na luta por uma região melhor
Deputado Enivaldo dos Anjos na luta por uma região melhor

Foi aprovado pela Assembleia Legislativa, uma indicação do deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), ao qual será encaminhado ao governador Paulo Hartung (PMDB), da implantação de serviço de Departamento Médico Legal para o município de Nova Venécia.

O deputado Enivaldo dos Anjos, justifica que os vereadores Gleyciaria Bergamin de Araújo, Idáulio Bonomo e José Teodoro de Abreu (Cabeção), de Nova Venécia, encaminharam a ele ofício solicitando providências, junto ao Governo do Estado.

Frisa o deputado, que o município de Nova Venécia conta com uma população aproximada de quarenta e nove mil, novecentos e trinta e dois habitantes, que residem nas zonas urbana e rural. “É uma cidade estratégica para o Estado devido à sua excelente localização na região norte/noroeste”, disse Enivaldo.

“O serviço de Departamento Médico Legal mais próximo, para atender o município, encontra-se em Linhares a 121km de distância ou em Colatina, distante aproximadamente 118 km e que, em casos mais complexos, deve-se encaminhar para a capital, Vitória”, avalia dos Anjos.

“Solicito que seja encaminhado ao Governador Paulo Hartung,  juntamente com cópia do ofício dos vereadores acima citados, no sentido de CRIAR UM DEPARTAMENTO MÉDICO LEGAL COM A LOCALIZAÇÃO DE UM LEGISTA PARA ATENDIMENTO 24 HORAS, no município de Nova Venécia”, cobra o parlamentar.

“Destaco que a distância entre os referidos municípios dificulta sobremaneira o atendimento das famílias dos “de cujos” que necessitam deste tipo de serviço, ocasionando um grande sofrimento, chegando ao constrangimento, simplesmente por não possuir o município um Departamento Médico Legal com um legista para realizar o serviço necroscópico”, disse Enivaldo.

“Com este feito, a população não só do município de Nova Venécia, mas também das cidades vizinhas seriam beneficiadas pelo pleito que atenderia um contingente populacional considerável”, finaliza Enivaldo.

4444