Enivaldo dos Anjos foi quem comandou a emancipação de Santa Maria de Jetibá

1190
Zé Gatinha, Adilson e o deputado Enivaldo dos Anjos

O município de Santa Maria de Jetibá comemorou no último dia 6 de maio de 2017, 29 anos de emancipação, ocorrida através da Lei Ordinária 4.067, sancionada em 1988. E o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), que na época estava em seu primeiro mandato parlamentar, relembra como foi o seu trabalho, junto com a população de Santa Maria e Garrafão, para que uma luta de quase 10 anos não continuasse sendo ignorada.

Durante o período festivo, que ocorreu no último final de semana, centenas de pessoas puderam tomar conhecimento de como foi a emancipação do município e quem foi que entrou na luta para que Santa Maria de Jetibá fosse emancipada. Vários panfletos falando sobre a emancipação do município foram distribuídos em várias casas e comércios, além de pessoas que se encontravam nas ruas de Santa Maria de Jetibá.

Algumas pessoas ao ler o panfleto informativo relembraram que muitas das vezes tiveram que pegar ônibus no referido município para chegar a capital de Vitória para lutar pela emancipação de Santa Maria de Jetibá. Muitas pessoas, principalmente os mais jovens não sabiam que a peça fundamental para a emancipação do município foi o deputado estadual Enivaldo dos Anjos.

Ao receber o panfleto em mãos, falando sobre como foi a emancipação do município, várias pessoas puderam ler com muita atenção o conteúdo falando sobre Santa Maria de Jetibá. Deputado estadual Enivaldo dos Anjos fala sobre a emancipação: “Lembro bem que no dia 10 de outubro de 1987 recebi, em meu gabinete, uma comitiva de moradores da região trazendo um documento com milhares de assinaturas pedindo a emancipação.

Era a terceira vez, em quase dez anos, que a população se mobilizava desta forma, e das duas vezes anteriores o processo foi arquivado. Imediatamente, solicitei o desarquivamento da documentação e assumi a luta dos moradores de Santa Maria de Jetibá. Sete meses depois, o novo município estava criado”, disse o deputado.

INÍCIO

Tudo começou em junho de 1979, quando chegou o primeiro pedido de emancipação em abaixo-assinado dos moradores do então distrito de Jetibá e Garrafão. Na época, o presidente da Assembleia Legislativa era o deputado Edson Machado e o chefe de Gabinete da Presidência era quase desconhecido vindo de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos. “Foi a primeira vez que tive contato com o pessoal de Santa Maria de Jetibá”, disse Enivaldo, que, após alguns anos em Vitória, retornou à sua cidade, elegendo-se deputado estadual em 1986.

No ano de 1983 havia sido feita mais uma tentativa de tocar em frente o processo, mas isso não foi bem sucedido e alguns meses depois a documentação estava de novo arquivada. Quando Enivaldo dos Anjos assumiu seu mandato em 1987 a população de Santa Maria de Jetibá já sabia a quem procurar.

Houve nova mobilização, Enivaldo recebeu o abaixo-assinado, pediu o desarquivamento do processo e patrocinou, politicamente, a luta dos moradores de Santa Maria de Jetibá e Garrafão, até a vitória final, em maio de 1988.

“Hoje, quando a gente vê o progresso de Santa Maria de Jetibá, dá uma alegria muito grande e uma satisfação de termos participado dessa luta dos moradores do município, uma gente muito trabalhadora e focada no desenvolvimento”, disse Enivaldo.

História

Hoje com cerca de 40 mil habitantes, o município começou sua história com a chegada dos primeiros imigrantes procedentes da antiga Pomerânia, na Prússia, atual território da Polônia, entre os anos de 1872 e 1873. Eram 4 mil pessoas dispostas a construir uma nova vida, longe das dificuldades da época na Europa.

Enfrentando doenças tropicais, abandono, bichos peçonhentos, e a fúria dos índios botocudos, entraram nas matas fechadas e começaram a construir sua história, que hoje enche de orgulho o Estado do Espírito Santo.

Esses pomeranos construíram não apenas Jequitibá, no antigo território de Cachoeiro de Santa Leopoldina, mas espalharam-se pelo território capixaba e hoje somam pelo menos 120 mil descendentes, vivendo, trabalhando e construindo cultura e riqueza em vários municípios do Estado.

O aniversário desse próspero município é comemorado, desta quarta-feira (3) até o próximo domingo (7), com a 28ª Festa Pomerana, para perpetuar sua história e sua cultura. A sede de Santa Maria de Jetibá fica a 700 metros de altitude, a quinta cidade mais elevada do Espírito Santo, de clima tropical de altitude.

É um dos poucos municípios bilíngues do Brasil, onde se fala, além do português, também o pomerano, a exemplo de Laranja da Terra (ES), Pomerode (SC) e São Lourenço do sul, Arroio do Padre e Canguçu, todas no Rio Grande do Sul.

Vitória do povo – passo a passo 16.06.1979 – Protocolado primeiro abaixo assinado de eleitores residentes nos distritos de Jetibá e Garrafão requerendo à Assembleia Legislativa a sua emancipação de Santa Leopoldina.

04.10.1979 – A Comissão de Justiça e Redação da Ales recebe o pedido de emancipação dos eleitores de Jetibá e Garrafão. 01.01.1983 – O processo é arquivado pela Assembleia Legislativa. 19.04.1983 – Pedido o desarquivamento do processo, pelo deputado Jorge Daher Filho. 09.12.1983 – O processo de emancipação é, novamente, arquivado. 10.03.1987 – O deputado Enivaldo dos Anjos recebe novo abaixo assinado dos eleitores de Santa Maria de Jetibá e Garrafão solicitando a emancipação. 10.03.1987.

O deputado Enivaldo dos Anjos pede o desarquivamento do processo de emancipação de Santa Maria de Jetibá e Garrafão. 01.12.1987 – O processo anda rápido, sob o patrocínio do deputado Enivaldo dos Anjos, e a Assembleia publica no Diário Oficial o Decreto Legislativo 11/87 determinando a realização do plebiscito para a população de Santa Leopoldina decidir sobre o pedido de emancipação de Santa Maria de Jetibá.

20.03.1988 – Plebiscito realizado em Santa Leopoldina, pela Justiça Eleitoral, aprova a emancipação de Santa Maria de Jetibá e Garrafão: 4.405 votantes, sendo 4.129 SIM, 85 NÃO e 123 em branco.

06.05.1988 – Sancionada a Lei Ordinária 4067/88, que cria o novo município de Santa Maria de Jetibá, composto pela sede e pelo distrito de Garrafão (publicado no Diário Oficial de 10.05.1988).

Enivaldo já esteve outras vezes em Santa Maria de Jetibá

Em outras ocasiões, Enivaldo dos Anjos esteve com o amigo e seu primeiro suplente de deputado e hoje prefeito da cidade, o popular Zé Gatinha, como é conhecido pela população local. O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), esteve em Santa Maria Jetibá, no dia 10/02/2016, reunindo com lideranças políticas daquele município onde o assunto foi sobre o fortalecimento do PSD.

Enivaldo dos Anjos foi recebido pelo ex-prefeito Hilário Roepke, o popular Zé Gatinha (PPS), hoje prefeito, que, inclusive, é o primeiro suplente do deputado Enivaldo. O deputado e o ex-prefeito conversaram longamente e durante a permanência do deputado na cidade, ele foi muito cumprimentado e elogiado por moradores de Santa Maria de Jetibá.