Enivaldo dos Anjos faz homenagem a Sidinei Faltz que morreu segunda feira (27)

499
Sidinei Faltz

Texto de Enivaldo dos Anjos: Morreu nesta segunda-feira, 27/01/2020, o produtor rural SIDNEI FALTZ, morador do Fervedouro, em Barra de São Francisco. Homem bom, trabalhador, honesto e leal companheiro político.

Lembro que quando fui eleito prefeito em 1988, no primeiro mês de administração em janeiro de 1989, recebi a visita do Sidnei e ele me falava da estrada pra propriedade dele e de uma escola que funcionava debaixo de um pé de árvore.

Senti firmeza nas palavras dele, senti as mãos calejadas dele de trabalhador rural, mandei servir um cafezinho para ele, pensei uns dois minutos e falei: “vou lá na sua terra amanhã, ver sua estrada e a escola”. Aí ele disse: “prefeito o senhor não vai conseguir chegar lá, é buraco puro e valeta na serra”, eu olhei firme pra ele e disse: “prepara o café e broa de fubá que vazo lá amanhã cedo”, ele me olhou e falou: “olha prefeito, eu já recebi muito esta promessa, mas vou esperar, se o senhor for mesmo, passa pelo Pião, entrando ali na propriedade do Zito Blunck, tá menos ruim”.

A noite fiquei pensando como podia uma escola funcionar debaixo de uma árvore, levantei cedo e partir pra lá de fusca (carro que sobe até em Pau de sebo), foi difícil chegar mesmo, valeta demais na serra.

Chegando lá ele esperava na escola debaixo da árvore, desci do carro e senti minha primeira emoção forte como prefeito, ver aquelas crianças ali desprotegidas e uma professora de Deus, cumprindo ali sua missão de ensinar, engoli a emoção e disse pro Sidnei: “vou fazer esta escola rápido e vou colocar um trator aqui encima e só vai parar quando chegar lá na terra do Zito Blunck “.

Os olhos do Sidnei brilharam e percebi que ele confiou na minha palavra, e fizemos a escola e a estrada. Isto nos tornou amigos para sempre, mesmo estando distantes há muito tempo, isto foi em janeiro de 1989, nos sempre nutrimos consideração e respeito um pelo outro.

Na casa dele sempre teve nas paredes minhas propagandas políticas. Faleceu um grande homem, simples humilde, mas ajudou desbravar, para cultivar, as terras altas e frias do Córrego do Fervedouro.

Perdi um grande amigo, Deus lhe dê conforto espiritual e proteção aos seus familiares. Na vida o que vale é ser assim como Sidnei foi, honrado, honesto, cumpridor da palavra, fiel nas amizades, responsável como chefe de família um exemplo de homem na sociedade. Deus o tenha. Abraços aos familiares.

Por: Enivaldo dos Anjos