Empresas de guincho começam a fechar no interior do Estado

2044

motoDois meses depois do início da CPI do Guincho, na Assembleia Legislativa, é visível o impacto sobre o negócio de guincho e estacionamento de carros removidos por determinação de agentes de trânsito no Estado. Como vinham tendo alto faturamento, as empresas da Grande Vitória ainda estão resistindo, apesar da drástica redução no movimento, mas no interior do Estado os pátios estão sendo desativados, um após o outro.

Em Barra de São Francisco, principal reduto eleitoral do presidente da CPI, deputado Enivaldo dos Anjos, o pátio da Barrauto fechou esta semana e todos os veículos, principalmente motos, foram removidos para um novo pátio do Detran em Campinho da Serra, no município de Serra. Um militar da reserva, que pediu para não ser identificado, informou à reportagem do site Gazeta do Norte que a remoção é de motos e veículos recolhidos ao local há mais de 90 dias.

A remoção começou em maio, por uma empresa contratada pelo Detran. Nesta sexta-feira (12 de junho), a remoção de motos para a Serra foi concluída. Agora, serão levados os carros. Os proprietários das motos terão que se dirigir até esse parque que fica localizado em Campinho da Serra e providenciar a retirada dos veículos, caso tenham interesse.

De acordo com o militar, ouvido pelo Gazeta, as exigências para renovação dos pátios são impossíveis de atender, principalmente nas cidades do interior, onde o número de remoções é muito baixo em relação à demanda por investimentos.

“Acredito que somente os parques da capital vão permanecer, os do interior infelizmente vão fechar e conheço a população que vai ficar até prejudicado, porque a quilometragem aumenta muito. Os veículos serão levados para os grandes centros”, disse.

O militar lamentou a situação: “Infelizmente, nós não temos como cumprir as exigências. O investimento para se ter um pátio é de quase R$ 1,4 milhão e a arrecadação dos pátios é muito pequena. Já fecharam pátios em Jaguaré, Aracruz, Guarapari e Barra de São Francisco”.

A previsão, de acordo com o militar da reserva, é que até agosto todos os veículos apreendidos no interior já estejam no pátio de Campinho da Serra. Apesar disso, o militar disse que é totalmente favorável à CPI e acredita que trará bons resultados.

A notícia do fechamento dos pátios do interior do Estado deverá repercutir na sessão da CPI do Guincho nesta segunda-feira (15), às 11 horas, no plenário Judith Castello Leão, na Assembleia Legislativa.

800 802 8001