Empresário Gilmar Veículos garante que as obras do campo de aviação serão realizadas em Mantena

1107

14O empresário responsável pela firma Souza e Nunes, Gilmar Veículos, explicou em entrevista a imprensa que “a obra do campo de aviação começou a ser feita na época do prefeito Mauricio Toledo e que em 2012 foi feito a primeira medição, segundo ele os engenheiros da Caixa Econômica Federal vieram e aprovaram o trabalho, mas, não pagaram. Que com a derrota de Mauricio Toledo nas eleições a obra parou definitivamente. Que quando Dr. Wanderson Coelho assumiu a prefeitura ele buscou pela documentação das obras que faltava vários documentos para que a sua firma pudesse receber o pagamento do que já havia sido feito” explicou.

Disse que “não recebeu nada daquela obra no governo do Mauricio Toledo e só foi receber agora no pleito do Dr. Wanderson e mesmo assim eram R$ 236 mil reais e voltou para R$ 140 mil reais, porque ficou muitas coisas defasadas.

A obra só continuou porque o Dr. Wanderson licitou de novo, como não apareceu empresa nenhuma para concorrer, nós tivemos o privilégio de ganhar novamente. Os documentos agora estão todos certos dentro do cronograma, tudo em dias e nós estamos realizando.

Aquela calçada que estamos fazendo ali não é a pista de caminhada, a pista será feita dali para frente, o campo vai ser todo concretado e vai ser desenhado o lugar da pista de caminhada, o convênio está certo, o prefeito Dr. Wanderson está correndo atrás para que o restante do dinheiro venha, já veio até uma parte e a nossa firma concluindo esta parte a gente recebe, é simples se eu concluir recebo, se não concluir não recebo, portanto é do meu interesse fazer até mais rapidamente”, confirmou.

“Estamos com o projeto elétrico de iluminação nas mãos, terão vários postes de ferro, com uma pista de skate e vários locais de arborizados com grama e palmeiras. Quanto mais rápido eu fizer a obra mais depressa eu recebo, o prefeito quer que eu termine ainda neste ano, mas, a gente não sabe podemos marcar uma data, porém só Deus que sabe das intempéries, se vier as águas a gente tem de parar, mas, vai continuar e vai ser feita se Deus quiser”, finaliza.

12 13