Eleições em Vitória: Enivaldo defende que Hartung fique neutro

472

enivaldo

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), pré-candidato à Prefeitura de Vitória, reagiu a uma movimentação do PSDB, que tenta apoio do PMDB e do governador Paulo Hartung em torno da candidatura do ex-prefeito da capital e atual presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), o tucano Luiz Paulo Vellozo Lucas.

Ele defendeu que o chefe do Poder Executivo estadual não participe da disputa política em Vitória — citou inclusive que o próprio Hartung já declarou que não pretende participar da eleição deste ano — e classificou as recentes movimentações do PSDB como “assédio oral” ao PMDB, que tem como pré-candidato o deputado federal Lelo Coimbra.

“A colocação do PSDB é absurda, desproposital e totalmente contraditória ao momento político, onde se tenta a transparência e o não uso da máquina pública na eleição. O PMDB tem candidato. O PSD vai reagir porque defendemos a ausência do Executivo no processo”, pontuou o deputado.

Enivaldo afirmou que a candidatura própria do partido à Prefeitura de Vitória é irrevogável e que não há possibilidade de ter o nome retirado. Caso haja mais de um nome pelo PSD, o parlamentar afirmou que caberá à convenção decidir. O vereador Max da Mata também sinalizou interesse na vaga.

Ele ainda afirmou que a sigla vai contratar 10 advogados para evitar que candidatos utilizem a máquina pública no período eleitoral.

EXCLUSIVIDADE

Na última terça-feira, o presidente municipal do PSDB, Wesley Goggi, afirmou que “o partido está trabalhando para que Hartung apoie exclusivamente Luiz Paulo em Vitória”. Por outro lado, o presidente municipal do PMDB, Chico Donato, rebateu a declaração de Goggi e disse que “é prematuro reivindicar o apoio do governador nas eleições da capital”. Ele ainda pontuou que Hartung vai decidir qual será o nome dele “no momento em que ele achar oportuno”.

Donato chegou a afirmar que quem vai apoiar Luiz Paulo é o vice-governador César Colnago, que também é do PSDB. Ele ainda reforçou que os peemedebistas terão candidatura própria e que Hartung pertence ao partido.

Já Luiz Paulo amenizou o discurso de Goggi e declarou que espera uma “união de forças” entre PSDB e o PMDB para disputar o comando da capital, ampliando a aliança não só ao governador, mas a todo partido. Hartung não tem comentado assuntos relacionados à eleição.

Fonte: Jornal “A Tribuna”.