Dr. Wanderson alertou, mas o prefeito de Central de Minas virou as costas para os problemas

629
O Prefeito de Central de Minas tem sofrido com a população indo às ruas reivindicando segurança contra crimes e assaltos
O Prefeito de Central de Minas tem sofrido com a população indo às ruas reivindicando segurança contra crimes e assaltos

Era o mês de abril de 2014 quando o prefeito de Mantena, então Presidente da Assoleste, convocou autoridades e políticos da região para discutirem a segurança pública. Prefeito da cidade vizinha que hoje passa por problemas em seu município não compareceu e agora que sente na própria cidade a falta de segurança se lança como salvador da pátria em busca de soluções.

O pleito sobre segurança publica já foi tratado pela ASSOLESTE – Associação dos Municípios da Microrregião do Leste de Minas quando o prefeito de Mantena, Dr. Wanderson Coelho, era o Presidente da associação, em abril de 2014 quando foi realizado na Quadra Municipal da Escola Antônio Carlos o 1º Fórum de Segurança Pública de Mantena e região, quando foram convocados todos os prefeitos e autoridades da região e autoridades do Estado de Minas Gerais.

Na oportunidade estiveram em Mantena e compuseram a mesa das autoridades, o prefeito municipal Wanderson Coelho, o Chefe do Departamento da Policia Civil em Governador Valadares, Dr. Ailton Aparecido de Lacerda,o Comandante do 6º Pelotão Tenente Coronel Wagner Fabiano dos Santos, o presidente da Câmara Marcelo do Lico e o presidente da OAB Mantena, Dr. Walassy Magno Reis, além da presença do Capitão PM Aleixo Junior, do Capitão PM Ralfe Veiga, dos Tenentes PM, Oaks, Valtair e Neuzilene, dos delegados de Policia Civil Claudionor dos Santos e Iure da Mota e diversos segmentos da sociedade.

Na ocasião os prefeitos da região não compareceram, especialmente o prefeito de Central de Minas, atual presidente da ASSOLESTE que hoje busca evidência na mídia tentando ajuda para o seu município que vem sofrendo com crimes e assaltos.

Na oportunidade quando a sociedade civil também foi convocada ficaram estabelecidos alguns pedidos requeridos em ata e apresentado as autoridades regionais e estaduais, ou seja, pleitos como a volta do plantão da Policia Civil em Mantena, a Delegacia Regional em Mantena, a possibilidade de instalação do IML – Instituto Médico Legal para atender os municípios da região Leste e que Mantena pudesse ter o seu próprio batalhão de polícia militar, um ação que seguiu com a patente da ASSOLESTE, uma reivindicação realizada em conjunto, portanto não existe novidades apresentadas para toda região a não ser um ato solitário do prefeito que ostentando poder mostra em mídia sua ação com direito a vôo direto para Belo Horizonte, onde sozinho foi recebido em reunião com as mesmas reivindicações feitas em conjunto pela associação, a quase um ano atrás.

“Se ele se importasse tanto com a segurança pública teria vindo à reunião em Mantena no 1º Fórum de Segurança Pública de Mantena, o que sabemos é que ele não foi e nem se justificou, agora quer aparecer, o Promotor Evandro Ventura deu entrevista em uma emissora de rádio local falando da forma como ele reivindicou a segurança, no meio da rua com uma faixa quando deixou claro que não agradou da postura do mesmo, pois são duas situações que mostram, uma forma solitária de reivindicar as coisas, não sei se tem efeito a não ser na mídia da cidade como nesta matéria”, disse um advogado ao ler a matéria em mídia.

A matéria extremamente política e pessoal se dá ao luxo de evidenciar o poder e a ostentação do prefeito “Na última quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015, pilotando seu próprio avião, em companhia de uma repórter, Genil alçou vôo a Belo Horizonte, especificamente para tratar do assunto de Segurança Pública”.

A referida matéria também que serviu para mandar recados políticos “Lá foi recebido pelo conhecido Pastor e agora chefe de gabinete de Léo Portela, Pastor Tiago Miller, que aproveitou para mandar em nome do deputado Léo Portela e de seu gabinete, um caloroso abraço para seus companheiros políticos em Mantena, especialmente para o vereador Rodrigo Curty e para o empresário Rogério Faustino”.

Com a repórter intermediando junto ao promotor uma audiência “informou para Evandro Ventura e para Genil, que teria se encontrado aqui em Mantena com o chefe de gabinete do deputado Estadual Léo Portela, o conhecido Pastor Tiago Miller, e que junto a este teria repassado a intenção e a vontade do prefeito Genil de tentar resolver a situação com a ajuda de algum órgão de segurança no Estado de Minas Gerais”.

Afirmando que o Promotor Evandro Ventura instruiu ao prefeito o que falar em seu nome “esclarecendo o que teria que conversar com o Secretário em seu nome em prol da segurança pública”.

O Promotor Evandro Ventura nem mesmo compareceu ao evento com o prefeito de Central de Minas e em entrevista a uma emissora de rádio na cidade desqualificou a atitude do prefeito em relação a reivindicação de contingente policial 24 horas que foi feita pelo mesmo, com faixa e barraca instalada na praça da cidade de Central de Minas

NOTA DA REDAÇÃO

É claro que todos os movimentos em prol da segurança pública de Mantena e toda região é muito importante, pois o atual momento da cidade de Central de Minas vem fugindo ao controle das autoridades, principalmente do prefeito municipal que tem visto o povo ir para as ruas pedindo segurança contra assaltos e roubos, talvez a maneira como vem sendo reivindicada, solitária e procurando status não seja o melhor caminho.

15 11 12 14