Deputados recebem mulheres de PMs e chegam reforços do Exército

2844

Depois do acordo fechado com as associações representantes de praças e oficiais na tarde desta terça-feira (7), na Assembleia Legislativa, os deputados membros da comissão constituída para negociar uma solução para a crise de segurança provocada pela “greve branca” da PM recebeu, no início da noite, as representantes das mulheres dos policiais militares.

Simultaneamente, centenas de homens do Exército, vindo do Rio de Janeiro, chegaram ao 38º Batalhão de Infantaria, em Vila Velha, em ônibus especiais, para reforçar a segurança no Estado, que passou a viver em situação análoga a “estado de sítio” desde que parentes de PMs bloquearam as entradas dos quarteis, para impedir a saída de policiais para patrulhamento.

No final da tarde, dezenas de viaturas do Exército chegaram do Rio de Janeiro, escoltadas pela Polícia Rodoviária Federal, para serem utilizadas pelos homens que chegaram mais cedo e, na noite desta terça-feira, já deverão reforçar a segurança, em toda a Grande Vitória.

De acordo com autoridades estaduais, cerca de 500 policiais militares retornaram às ruas nesta terça-feira (7) no Espírito Santo, enquanto parte do efetivo se aquartelou em várias unidades, principalmente do interior do Estado. Foi o que anunciaram tanto o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Nylton Rodrigues, quanto o secretário de Estado de Segurança, André Garcia.

Apesar do acordo firmado pela comissão parlamentar, na Assembleia Legislativa, com as associações de classe, e a negociação fechada pelo Comando Geral da PM com as mulheres dos policiais para desbloquearem os quarteis, ainda existe muito risco e necessidade de reforços federais.

Além do Exército, 80 homens da Força Nacional, vindos do Rio de Janeiro, já patrulham a Grande Vitória, e outros 120 homens se deslocam de Brasília. A base da Força será no Centro de Treinamento da Secretaria de Esportes, em Bento Ferreira (Vitória).