Delegado regional garante que plantão da PC não vai sair de Barra de São Francisco

389
Delegado Juliano Batista

O delegado de Polícia Civil (PCES) da microrregional de Barra de São Francisco, Juliano Batista Fernandes, disse em entrevista ao jornal Notícia Certa que a possibilidade de retirada do plantão de flagrantes da cidade é “zero”, até porque está definido por lei.

Ele disse que conversou com os seus superiores e eles asseguraram que em breve a regional de Barra de São Francisco deverá ainda receber reforço de policiais no quadro de plantões e também novos investigadores.

“Hoje Barra de São Francisco tem um papel fundamental no plantão de flagrantes da região noroeste capixaba, até porque o plantão de Nova Venécia, que também já foi criado por lei, ainda não foi implantado e boa parte dos municípios que seriam atendidos lá estão tendo que se deslocar para a nossa cidade”, informa o delegado.

Juliano Batista, que é o delegado regional plantonista, disse que irá apresentar nesta quarta-feira, a partir das 15h, na hoje Câmara Municipal de Barra de São Francisco, na primeira reunião do ano da Área Integrada de Segurança Pública 11 (AISP), um balanço do trabalho da Polícia Civil na região.

Ele adiantou que em Barra de São Francisco, o índice de resolutividade de homicídios no ano passado foi de 77%, ou seja, dos nove homicídios ocorridos na cidade, sete foram elucidados e os autores, em sua maioria, foram presos. Os outros dois homicídios estão ainda sob investigação, mas Juliano afirma que a solução está bem próxima. No setor de furtos e roubos, Juliano afirma que o número de roubos tem diminuído na cidade, mas ele acredita que os furtos estão aumentando, devido à atuação ostensiva da Polícia Militar.

Os roubos, explica são aqueles crimes contra o patrimônio cometidos através de violência física ou sob ameaça de arma, enquanto os furtos são praticados, geralmente, na ausência do proprietário do bem.

Trânsito O delegado reclamou ainda do fechamento dos pátios credenciados pelo Detran na região, o que tem dificultado, segundo ele, a apreensão de veículos irregulares pela Polícia Militar e provocado problemas para a Polícia Civil que, às vezes, é obrigada a reter veículos nas proximidades da delegacia.

Ele elogiou ainda a vinda do Posto Avançado dos Bombeiros para Barra de São Francisco. “Ajudou muito a reduzir o número de vítimas fatais na cidade, pois os bombeiros trabalham com eficiência e rapidez, poupando muitas vidas”.

Violência contra a mulher Juliano Batista salientou ainda que a Polícia Civil tem feito uma excelente parceria com a Polícia Militar em todos os setores, mas destacou o enfrentamento à violência contra a mulher como um dos mais importantes.

“As medidas protetivas são requeridas pela PM e nós fazemos visitas constantes às casas onde houve problemas de violência contra a mulher para verificar a situação e inibir novas agressões. Se a mulher continuar sofrendo algum tipo de violência a gente encaminha relatórios ao Poder Judiciário para tomar as medidas cabíveis”, finaliza.

Fonte: Jornal Notícia Certa