Delegado fala sobre prisão do pai suspeito de estuprar a filha de 6 anos em Barra de São Francisco

4016
Delegado de Polícia Civil, Leonardo Forattini Dutra

O Delegado de Polícia Civil, Leonardo Forattini Dutra conversou com a imprensa sobre a prisão do pai suspeito de estuprar a própria filha, de apenas 6 anos de idade, em Barra de São Francisco.

O suspeito, de 28 anos, foi preso na noite da última segunda-feira, 24 de abril de 2016, em Vila Paulista, interior do município. Segundo o delegado, o Conselho Tutelar do menor de Barra de São Francisco registrou uma ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, noticiando que uma criança, de apenas 6 anos de idade, estava sendo vítima de abuso sexual por parte do próprio pai.

“Após as providências preliminares, a menor foi encaminhada ao exame de conjunção carnal e coito anal, sendo constatado pela perícia que ela não é mais virgem, além de ostentar diversas lesões na região vaginal”, disse o delegado.

Nesse tempo, a Polícia Civil representou pela prisão temporária do suspeito, que foi atendido prontamente pelo juiz de plantão na cidade. Com a ordem de prisão em mãos, policiais civis se deslocaram até a residência do suspeito, mas o encontraram na rua, onde foi preso.

Já na delegacia, o pai confessou parcialmente os fatos. “Ele admitiu ter colocado a filha para fazer sexo oral, negando, no entanto, a conjunção carnal”, relatou o delegado.

A Polícia Civil acredita que o caso está resolvido. O inquérito será relatado e enviado ao Ministério Público, para que seja oferecida a denúncia em desfavor do indiciado.

“É muito importante que a população noticie qualquer suspeita de prática de crimes dessa natureza. É um apelo que nós fazemos. Denunciem. Liguem para a Delegacia, registrem ocorrência”, ressalta o Delegado Leonardo Forattini.

Pai suspeito de estuprar a própria filha

O delegado lembra que a unidade de Barra de São Francisco funciona 24 horas e que a população pode ligar para o 190 ou para o 181. “O sigilo é absoluto. A Polícia Civil sempre vai investigar. Se ficar comprovado o crime e em havendo indícios de autoria, nós agiremos incessantemente. A resposta será enérgica e imediata, como sempre ocorre nos crimes sexuais“, destaca Leonardo Forattini.

O suspeito foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para a Penitenciária Estadual de Vila Velha. O nome e foto do pai não foram divulgados para preservar a criança.

O delegado ressaltou também a importância do Conselho Tutelar de Barra de São Francisco. “O trabalho da conselheira Jaquilaine Gomes foi digno de aplausos. Seu comprometimento com a causa certamente foi um fator diferencial e nos ajudou para o desfecho desse caso“, finalizou Leonardo Forattini.