Com as presenças de vários vereadores, o 6º encontro ocorreu em Pancas

533

capa

O 6º encontro de vereadores realizado nesta sexta feira, 29 de agosto, na Câmara de Vereadores de Pancas a cada reunião se nota que os referidos encontros unem cada vez mais os parlamentares que buscam fortalecimento para suas regiões.

No encontro de Pancas os vereadores continuam buscando uma aproximação com o governador Paulo Hartubg (PMDB) e para tanto o nome capaz de fazer esta aproximação é a do deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD).

Os vereadores da região noroeste do Estado têm demonstração empolgação a cada encontro de verem seus sonhos realizados, uma vez que eles são unanimes através de seus discursos em ver uma luz no fim do túnel surgiu através do deputado Enivaldo, que além de estar indo de encontro aos vereadores e comunidades estão se sentindo prestigiado, coisa que nunca havia sido realizado anteriormente.

As principais demandas dos municípios que se fizeram representes no evento, contou, além de 18 vereadores, do ex-prefeito Walace Alcure, Marcos Mataveli atual vice-prefeito e do secretário de Assistência Social senhor Eraldo.

As cidades representadas por vereadores foram de Pancas, Mantenópolis, Águia Branca e Alto Rio Novo.

O evento foi aberto pelo presidente da Câmara Municipal de Pancas, vereador Valdeci Basto, o popular Nenego, que conduziu muito bem os trabalhos da noite.

Entre os vereadores que discursaram, a maioria estão preocupados principalmente com a situação do hospital de Pancas, Mantenópolis e São Gabriel da Palha, onde, segundo eles estão em situação precária e a população praticamente desassistida, tendo, inclusive de serem socorridos para Barra de São Francisco, Colatina e Vitoria.

As áreas de saúde e estradas foram as que mais receberam reclamações por parte dos vereadores. Eles pedem, principalmente, a conclusão de trechos já iniciados e que estão parados após a saída de Rento Casagrande.

O trecho em questão é do Franquiani a Lajinha do Pancas e de Pancas a Alto Rio Novo, Além de solicitarem o asfaltamento do trecho entre Lajinha a Barra de São Francisco.

Os veadores demonstraram preocupação também com o transporte escolar que estão paralisados em algumas cidades e com isso os alunos estão prejudicados com o referido impasse.

Outra cobrança dos vereadores foi a não existência de setor de identificação naquela região, sendo que para tirar as carteiras de identidade as pessoas são obrigadas a procurar outras cidades de maior porte que oferece este tipo de serviço. O deputado propôs fazer um mutirão através do setor competente para atender a demanda.

A maioria dos vereadores estão indignados com a interferência do Ministério Público em não permitir que eles fiscalizem, pois estão sendo proibidos de fazer parte de conselhos municipais e ainda interferir nos trabalhos dos legislativos municipais.

O deputado Enivaldo dos Anjos, que conduziu a reunião, falou sobre a importância da união dos vereadores para conseguir mais recursos e obras para os municípios da região norte e noroeste do Estado. “Se vai um só, tem um peso, se vamos todos juntos, temos um peso muito maior”, disse ele, ressaltando que não existe governo ou prefeito que decida fazer uma obra neste ou naquele município sem que seja pressionado.

“Não existem recursos para fazer todas as obras de que as comunidades necessitam, então, quem conseguir unir mais forças para reivindicar, com certeza, vai conseguir recursos”, ensina ele.

Enivaldo informou aos vereadores e público presente que o Espírito Santo é o único que tem saúde financeira para enfrentar a crise econômica atual, mas prevê que as obras só deverão ser retomadas a partir do ano que vem.

“O governador é economista e está fazendo caixa, já tem cerca de R$ 5 bilhões guardados”, afirmou. No entanto, o deputado observa que a capacidade de investimento do estado está limitada em função de gastos exagerados com o Poder Judiciário e, principalmente, com a sonegação de receita.

“Como membro da CPI da Sonegação de Tributos, nós apuramos que apenas 300 das maiores empresas devem mais de R$ 9 bilhões ao Estado, enquanto o Poder Judiciário consome mais de R$ 1 bilhão por ano, para não fazer praticamente nada, já que existem processos que ficam mais de dez anos nos escaninhos, aguardando julgamento”, criticou.

Ficou decidido ainda que o próximo encontro de vereadores na Assembleia Legislativa onde eles terão em breve a Casa do Vereador será dia 01 de outubro e que na oportunidade convidará o governador Hartung e mais três secretários de Estado para participar do encontro naquela casa de leis, mas antes ficou definido ainda que no dia 30 de outubro o referido encontro será em Águia Branca.