Carro de jornalista é atingido por oito tiros em Afonso Cláudio

482
Kennedy Lenk atua em um site de notícias e em uma rádio de Afonso Cláudio
Kennedy Lenk atua em um site de notícias e em uma rádio de Afonso Cláudio

Um jornalista de 52 anos foi vítima de um atentando na madrugada desta quinta-feira (10), no bairro Boa Fé, em Afonso Cláudio, na Região Sul Serrana.

O veículo de Kenedy Salomé Lenk, que estava dentro da garagem da casa dele, foi alvejado por diversos disparos de arma de fogo. Ninguém se feriu.

Kenedy contou para a Polícia Militar que estava dormindo dentro de casa com esposa e filha quando, por volta de 1h, acordou com os disparos.

Testemunhas afirmaram que dois homens a bordo de uma motocicleta pararam em frente à residência da vítima e efetuaram vários disparos contra o veículo, um Hyundai IX 35.

No carro foram encontradas oito perfurações no porta-malas do veículo. Próximo da calçada a polícia encontrou nove cápsulas de munição calibre .380. Com base nas informações colhidas, os policiais realizaram patrulhamento nos bairros do município, porém os autores do atentado não foram localizados.

Kennedy, que atua em um site de notícias e em uma rádio da cidade, afirmou que nunca sofreu ameaças de morte, mas acredita que o atentado possa estar relacionado com a sua profissão. “Acompanho o trabalho da polícia e de políticos corruptos. Colegas da policia já haviam me alertado para tomar cuidado com traficantes do bairro. Eles só quiseram me dar um susto e conseguiram”, desabafou.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil, que até o momento não tem novidades do caso.

Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas do Estado repudia o atentado violento sofrido pelo jornalista Kennedy Salomé Lenk. É preciso que o Estado garanta o pleno exercício profissional coibindo esse crimes e punindo seus autores. Nesse sentindo, o Sindijornalistas/ES e a Fenaj entendem que crimes contra jornalistas devem ser federalizados garantindo maior autonomia e isenção em sua apuração.

Na nota o sindicato ainda reforça que é contra qualquer ato de violência cometidos à jornalistas ou à qualquer cidadão.

Fonte: Gazeta Online

b1-4251111