Câmara de Barra de São Francisco debateu crise hídrica com Secretário de Estado, deputados e lideranças

725

DSC05195A Câmara Municipal de Barra de São Francisco, foi palco para um grande encontro de autoridades, nesta quarta-feira, 27/01/2016, onde o anfitrião foi o vereador e presidente daquela casa de leis, Juvenal Calixto (PPS).

Entres os presentes estavam o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), José Carlos da Fonseca Junior, presidente estadual do PSD, Mário Imbroisi, diretor da AMPO na área de granito, deputado estadual Padre Honório, vice-prefeito de São Domingos do Norte, Emerson Grobério, além dos ex-prefeitos Elias Dalcool de Ecoporanga, Brizola de Águia Branca, Waldeles Cavalcante, entre outros. O pré-candidato a prefeito de Vila Pavão, Valdez Ferrari esteve presente ao encontro.

Os principais assuntos em pauta foram sobre os problemas causados pelas prolongadas estiagens, que assolaram a região recentemente.

O auditório da Câmara Municipal ficou lotado por técnicos e autoridades, representantes de comunidades e de entidades organizadas, além da presença de vários vereadores da região.

O vereador Juvenal Calixto que deu as boas-vindas a todos os presentes, e, lembrou que “há um ano quase não se falava em crise hídrica e hoje não passa um dia sem que o assunto seja pauta em pelo menos um veículo da mídia brasileira. Mas, o que aconteceu de lá para cá para essa mudança radical? Será que a problemática não deu sinais de que estava chegando”?

Falta de infraestrutura e investimento

Juvenal destacou a falta de interesse na construção de caixas secas, manutenção nas já implantadas, barragens que deveriam ter sido construídas para armazenamento de água das chuvas, participação efetiva da Cesan em investimentos ao longo do rio Itaúnas e outras ações.

Ele ainda argumentou que a “falta de chuvas, afetou diretamente todos os cidadãos tanto no campo como na cidade. Sem água, vivenciamos um período absurdo de vigilância onde quem tentava lavar sua calçada ou seu veículo, era imediatamente apontado pelo vizinho aproximadamente 112 trilhões de litros de água doce por ano, o equivalente a 45 milhões de piscinas olímpicas e é claro, Barra de São Francisco e municípios também pecuaristas colaboram para estes números”, justificou

Como a maioria de propriedades está nas mãos de pequenos produtores, em muitos casos consorciam produção de gado e café. Indiretamente, necessitam de água para irrigar suas lavouras e os números de gasto de água para a produção de um quilo de café não fica longe dos números utilizados na pecuária.

“Ao longo de décadas, por falta de conhecimento técnico e pela ganância de alguns, implantaram sistemas de extermínio de várzeas, drenando e estreitando mananciais. Agregado a isso, o desmatamento, a falta de incentivos para proteção de nascentes e o uso equivocado do solo, contribuíram para inicialmente um êxodo do campo para as cidades, fomentando favelas e uma subclasse de pessoas sem conhecimento dos grandes centros e o fim da história todos conhecemos, com o “inchaço” das cidades que de média passaram para grandes metrópoles”, disse ele.

Completou afirmando que “nós do interior que somos, representantes dessas classes produtivas, acabamos amparando reivindicações em forma de pedidos. Não são solicitações absurdas porque o homem do campo, pede muito pouco.

O produtor rural daqui não é diferente do de Ecoporanga, de São Gabriel da Palha e de Pancas. Eles querem atenção dos Poderes Executivo e notadamente do Estado. Uma ponte, um bueiro, uma estrada, sempre serão bem-vindos, assim como horas/máquinas para a construção de caixas secas, barragens e outros serviços para amenizar o sofrimento de quem está no campo e daqueles que estão aqui nas cidades.

Enivaldo dos Anjos

O deputado Enivaldo dos Anjos, falou sobre política e de suas consequências. Fez um balanço das ações governamentais do governador PH no Estado, e de como os atos e atitudes que tem tomado para sanar problemas, estão alcançando resultados positivos.

Não se furtou a falar sobre eleições este ano, e sobre a importância da realização que em outubro apontará o novo prefeito e novos vereadores. Indiretamente disse que o administrator deve reunir e tomar decisões junto com a sociedade organizada, “já que é a sociedade que nos cobra ações e assim devemos nos organizar e demonstrar interesse em buscar soluções”.

Enivaldo dos Anjos questionou o porquê de os prefeitos da região não ter comparecido para debater o assunto tão importante como o que ocorreu. O deputado citou ainda as ausências dos prefeitos de Ecoporanga, Vila Pavão, Águia Branca, Barra de São Francisco, entre outros.

Dos Anjos não poupou elogios ao secretário Octaviano, “Ele é queridinho do governador PH, é jovem, tem firmeza no que fala e é seguro em suas palavras”, disse o deputado.

O parlamentar frisou ainda, “nossa região tem um “ouro”, que é a extração de granito que pode ser explorada a mais de mil anos pela frente. É inegável também que o granito está salvando a economia de Barra de São Francisco e região, disse Enivaldo dos Anjos.

O deputado disse ainda que é preciso fazer reuniões constantes para incentivar as empresas a se instalarem em Barra de São Francisco e região para criar alternativa de empregos e renda.

Octaciano defende ações em vários níveis

O secretário Estadual de Agricultura, explanou sobre o momento difícil gerado pela crise hídrica e que as providências deverão acontecer. Argumentou que foi em sua gestão que surgiram debates sobre o uso da água, coisa que não aconteceu no passado.

Ele reconheceu que a Cesan necessita realizar mais investimentos e que isso deverá acontecer agora que integra capital misto, onde ocorrem as demandas urgentes para melhoria na prestação de serviços.

Octaciano Neto desenvolveu com sua equipe no ano passado, o Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba, o Pedeag 3 O Pedeag, coordenado pelo Governo do Estado, que surgiu em 2003 com o objetivo de organizar e alavancar as diferentes cadeias produtivas do agronegócio – setor que responde por cerca de 30% do PIB capixaba.

Nesta terceira edição, ganhou mais corpo, melhorou os processos de interação com o produtor e mapeou dezenas de necessidades, entre elas a questão da crise hídrica.

Fonseca Jr

O presidente do PSD estadual, José Carlos Fonseca Jr, falou sobre política e o desenvolvimento do Espírito Santo, das medidas que o governador Paulo Hartung tem tomado para melhorar o Estado.

Padre Honório

Já o Deputado Padre Honório (PT) falou sobre organizações sociais, sobre o valor das entidades organizadas no processo de busca na melhoria da qualidade de vida das comunidades. Destacou a importância do encontro e de que outros devam ocorrer e sempre que necessário, deverá estar marcando presença.

Estiveram presentes os vereadores: Jessui da Cesan Carlinhos da Dengue, Tiãozinho da Colina, Valézio Armani, Dr. Aloysio Alves, Lula Cozer e Juvenal Calixto e João do Telefone, Emerson Grobério vice-prefeito de São Domingos do Norte, Matheus Oliveira vice-prefeito de Barra de São Francisco, Abraão Lincon ex-prefeito de Água Doce do Norte,Brizola ex-prefeito de Águia Branca, Paulo César Galdino Superintentendencia Regional de Educação, Mário Imbróis diretor da ANPO e representantes da ONG Sentinela Capixaba, Sindicato Patronal Rural e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.