Bebê gerado por mãe com morte cerebral recebe alta do hospital

981
Mãe de Emanuelly teve morte cerebral durante a gestação
Mãe de Emanuelly teve morte cerebral durante a gestação

A bebê, filha de Rosiele Ferreira Onofre Pires, que teve morte cerebral no dia 5 de julho, recebeu alta médica na tarde desta sexta-feira (7). A menina pesa 2,3 quilos, mais que o dobro de quando nasceu, em 18 de agosto, em Colatina, na região Noroeste do Espírito Santo.

Emanuelly veio ao mundo 44 dias depois da mãe ter sido diagnosticada com morte cerebral e ser mantida viva por aparelhos. Ela nasceu com 30 semanas e dois dias de gestação, pesando 1,1 quilo.

NOVA CASA

Agora que teve alta, a bebê vai morar na Serra, junto com o pai. No local, tudo está pronto – berço, fralda e roupas – para receber a menina. De acordo com Dieyso da Silva Camilo, pai da criança, o quarto foi montado apenas com doações.

“Muita gente ajudou. Conseguimos roupa, fralda e berço através de doações. As pessoas se sensibilizaram e recebi muita coisa. Agradeço muito a todos por isso. Faço questão de agradecer a cada pessoa que chega com doação”, comenta.

ANEURISMA

Rosiele, a mãe do bebê, era do interior de Mantenópolis. Ela sentiu fortes dores na nuca e na cabeça e foi levada a um hospital de Colatina, com aneurisma cerebral.