Administração de Água Doce do Norte ao que parece está “perdendo o comando”

1024

 

Paulo Márcio, prefeito de Água Doce do Norte
Paulo Márcio, prefeito de Água Doce do Norte

Pacientes que se deslocaram de Água Doce do Norte para realizar exames médicos até São Mateus em um veículo Gol da secretaria municipal de saúde da prefeitura municipal na semana passada deu o que falar.

Os quatro pacientes ficaram revoltados com a situação, pois o motorista do carro que havia levado as pessoas resolveu tomar umas pingas e acabou ficando embriagado.

A sorte dos pacientes é que um deles teve que tomar o carro do referido motorista e traze-lo até a garagem da prefeitura.

Temendo pela vida de todos durante a viagem uma paciente ligou desesperada para o vereador Jailton Soares lhe pedindo para fazer alguma coisa. O fato narrado a cima foi confirmado pelo vereador Jailton ao qual disse que recebeu a referida ligação e também ficou pasmado em saber que os pacientes estavam em apuros.

Uma das pacientes havia ido ao hospital de São Mateus fazer um exame de Colonoscopia. Na volta o motorista veio fazendo zingue sague daí o paciente tomou o carro dele entre São Mateus e Nova Venécia e conduziu o carro até Água Doce do Norte.

Para que não pairam nenhuma dúvida sobre a viagem das quatro pessoas a São Mateus, ela foi realizada na quinta-feira passada, ou seja, 28/05/2015, e saíram 8,00 horas da manhã da garagem da prefeitura de Água Doce do Norte com destino a São Mateus.

Jailton preocupação com os desmandos em seu município
Jailton preocupação com os desmandos em seu município

O ex-prefeito e atual vereador, Jailto Soares, que ficou a frente da prefeitura por quatro meses e 23 dias no final do ano passado, ficou horrorizado com a situação e disse, “é preciso mais respeito e seriedade com as pessoas e com as coisas públicas e este fato precisa ser tomado providencias urgentes”, finaliza ele.

Vale lembrar que o prefeito de Água Doce do Norte está a frente do município a cinco meses e várias denúncias já são atribuídas a ele. Esta semana uma ação será encaminhada contra ele e um servidor ao Ministério Público, Tribunal de Contas-ES e Tribunal de Justiça.