Acusado de matar a mulher a pauladas em Eunápolis/BA é preso em Ecoporanga

588

Acusado de matar a mulher no mês de julho deste ano, em Eunápolis, Gênesis da Silva Souza, 33 anos, foi preso na noite de terça-feira (26), depois de um minucioso trabalho de investigadores da Polícia Civil.

Com prisão preventiva decretada pelo juiz Otaviano Andrade Sobrinho, da 1ª Vara Criminal, ele foi localizado no município de Ecoporanga, no Noroeste do Estado do Espírito Santo.

Renata tinha 32 anos e foi assassinada a pauladas, na residencia do casal, no bairro Dinah Borges.  Após o crime, Gênesis deixou o corpo sobre a cama, trancou a casa e fugiu.

No curso das investigações, conduzidas pela Polícia Civil de Eunápolis, o acusado foi localizado na casa de uma prima, usando nome falso. As informações sobre a sua localização foram encaminhadas para as forças policiais capixabas, que efetuaram a prisão.

CORPO FOI ENCONTRADO POR AMIGA

O corpo de Renata só foi descoberto no fim da manhã do dia 3 julho, por uma amiga que se encontrava na casa, com filho de seis anos. Ela disse que estranhou o fato de a vítima ter demorado para acordar e, quando abriu a porta do quarto, encontrou o corpo na cama, coberto por um lençol.

RENATA JÁ TINHA SIDO ESFAQUEADA

Em novembro de 2019, Gênesis já havia tentado matar Renata no município de Serra, também no Espírito Santo, onde o casal morou anteriormente. Ela foi esfaqueada e chegou a ficar internada em estado grave.

Ele fugiu, mas voltou pouco tempo depois. O casal acabou reatando o relacionamento e se mudou para cidade de Eunápolis, onde ela acabou morta.

Equipes da Delegacia Territorial já foram buscar o acusado no Espírito Santo. Ele deve ser trazido para Eunápolis ainda nesta quarta-feira, para responder pelo crime de feminicídio.

Fonte: Site Radar 64