TRE\MG cassou os mandatos dos vereadores Marcos Felicíssimo e Rones Carlos em Conselheiro Pena

1748

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, por unanimidade, rejeitaram os embargos e indeferiram o pedido de aplicação de multa, do Processo nº 1088-72.2016.6.13.0089, 1086-05.2016.6.13.0089 e 1085-20.2016.6.13.0089, cassando os diplomas dos vereadores Marcos Felicíssimo Gonçalves (atual Presidente da Câmara) e Rones Carlos da Costa de Conselheiro Pena.

Os dois vereadores já haviam sido afastados no dia 20 de setembro de 2017, pelo então Juiz Eleitoral da 89ª Zona Eleitoral de Conselheiro Pena, Dr. Roberto Apolinário, por fraude eleitoral e abuso de poder, porém os vereadores imediatamente entraram com um mandato de segurança no TRE/MG, sendo aceito no dia 25 de setembro pelo Juiz Relator Antônio Augusto Mesquita Fonte Boa, que suspendeu o afastamento deles e concedeu liminar retornando-os ao cargo ao qual foram eleitos, até o julgamento de mérito do presente.

Porém os dois vereadores recorreram ao TRE\MG e perderam por 6×0, mantendo a cassação do mandato.

Nossa equipe de reportagem esteve com os dois novos vereadores que foram eleitos e irão assumir o lugar na Casa de Leis, Valtair do Vale e Sebastião de Oliveira, conhecido como Tão Leiteiro, e falaram sobre o assunto.

Tão Leiteiro teve 217 votos e Valtair do Vale 233 votos, sendo eleitos pelo partido PEN 51.

Informações que os dois vereadores cassados recorreram da decisão. O vice presidente da Casa, vereador Vavá assumi a presidência da Câmara.

Por: Fabiana Hipólito

 

 

COMPARTILHAR