Suspeitos de render família e roubar 250 sacas de café em Vila Valério são presos

840
foto ilustrativa

Cinco homens foram presos, entre a tarde de segunda-feira (04) e a manhã desta terça-feira (05), suspeitos de fazer uma família refém e roubar 250 sacas de café em uma propriedade na localidade de Córrego Lambari, zona rural de Vila Valério, noroeste do Estado. As prisões foram realizadas nos municípios de Jaguaré, Nova Venécia e Sooretama.

Os suspeitos são Ernesto Atanázio dos Santos Filho, de 47 anos, Vanderley Dias da Rocha, de 51, Marcos Ramalho, de 38, Thiago Reis Ninz, de 28, e Lucas Dias Fabem, de 25 anos. Contra eles, havia mandados de prisão preventiva, que foram cumpridos por policiais civis da Delegacia de Polícia de São Gabriel da Palha, com o apoio das DPs de Jaguaré e de Nova Venécia, além da Polícia Militar de São Gabriel da Palha.

O crime aconteceu no dia 26 de setembro deste ano. Segundo a polícia, os suspeitos usaram um caminhão para levar as 250 sacas de café. O titular da DP de São Gabriel da Palha, delegado Rafael Caliman, disse que os dois suspeitos mais velhos foram os responsáveis por encabeçar o esquema.

“Com informações privilegiadas, os detidos contrataram os outros três homens para o auxílio na execução do crime. Um dos suspeitos era proprietário do caminhão e os outros fizeram o carregamento e negociaram o café com uma empresa de Nova Venécia”, informou.

O delegado apurou, ainda, que Ernesto e Vanderley já foram presos por crime de mesma natureza. As investigações apontam que os dois já planejavam ações semelhantes e que contariam com a participação de outras pessoas.

“Os veículos usados no crime foram apreendidos e futuramente poderão ser utilizados como uma maneira de ressarcir o prejuízo sofrido pelas vítimas, se assim a Justiça definir”, explicou Caliman.

O delegado solicitou que, caso a população tenha informações que contribuam com as investigações, que informe ao Disque-Denúncia 181. O anonimato é garantido. Os detidos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte.

Investigações

As investigações da Polícia Civil tiveram início logo após o crime. A carga roubada foi encontrada no dia 1º de outubro, em um depósito no município de Nova Venécia. “A localização do café só foi possível depois que investigadores encontraram, no município de Jaguaré, o caminhão que transportou o produto até um depósito de Nova Venécia”, explicou, na época, Rafael Caliman.

Segundo o delegado, os criminosos estabeleceram as negociações com a empresa que compraria o café, em meados de setembro, providenciando toda a documentação necessária para que uma venda dita como “legal” ocorresse.

Fonte: folhavitoria