Suspeita é de ‘racha’ em acidente com 4 mortos em Pancas, uma criança sobreviveu

1900

Uma criança de 10 anos foi a única sobrevivente de um acidente na rodovia ES-164, que liga Pancas a Alto Rio Novo, no Noroeste do Espírito Santo, no fim da tarde deste domingo (16/02/2020). Quatro pessoas morreram, inclusive os pais do menino.

No Boletim de Ocorrência está registrada a suspeita de que tenha ocorrido um racha entre o veículo que eles estavam e uma motocicleta, mas isso ainda será investigado pela Defesa Civil.

O acidente aconteceu por volta das 17h30. Segundo testemunhas, o motorista perdeu o controle da direção em uma curva e bateu em uma canaleta, depois disso saiu desgovernado até bater em um ponto de ônibus e depois cair em um córrego, às margens da ES-164.

Fábio de Barros Inácio, de 44 anos, eram quem dirigia o carro. Ele e a esposa Josiana Paulo da Silva Inácio, de 43, morreram na hora. Os dois eram os pais da criança de 10 anos que está internada no Hospital Sílvio Avidos, em Colatina.

Além desses três ocupantes, também estavam no carro outros dois homens, amigos da família. Eles também morreram no local.

Os corpos foram levados para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina. Familiares estiveram no local e reconheceram os corpos, mas a liberação ainda não havia ocorrido até o início da tarde desta segunda-feira (17), pois não havia água no local.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Pancas. Sobre o ‘racha’, a informação ainda é uma suspeita e o motociclista que foi citado por testemunhas, que teria participação no acidente, ainda não foi localizado.

Criança

O menino foi socorrido por uma ambulância do hospital de Pancas, depois que o socorro foi acionado por moradores da comunidade que fica próxima ao local do acidente. Como ele precisava de uma cirurgia, foi transferido para o hospital em Colatina.

Familiares contaram que a criança já passou pela cirurgia, mas ainda está internada.

Rodovia perigosa

Moradores da comunidade que fica próxima do local do acidente disseram que o trecho da batida é muito perigoso e que já foi cobrada a instalação de um radar.

“Que eu sei já é o terceiro acidente, somando seis mortes. Já foram feitos dois pedidos de radar, mas nada até agora”, contou o comerciante Romildo Gomes.

A reportagem procurou o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES), responsável pelo trecho, que informou que já está ciente da situação e que uma equipe irá ao local para avaliar a melhor solução para reduzir a possibilidade de acidentes.

Fonte: g1