Profissionais da dengue estão sendo desviados de funções para atuar na SEMEC francisquense

789
Vereador Carlinhos da Dengue
Vereador Carlinhos da Dengue

Um absurdo o que está acontecendo em Barra de São Francisco. Profissionais de combate a dengue, cumprindo ordens superiores, estão sendo desviado de suas funções para atuar na SEMEC organizando os livros recentemente adquiridos pela prefeitura.

Nos últimos dias a chuva voltou a cair na cidade e esses profissionais deveriam estar atuando na prevenção a dengue, pois o risco de uma epidemia de dengue é grande. Na Câmara o vereador Carlinho da Dengue tem feito constantes reclamações da atuação do Coordenador da Dengue e ao que parece o vereador está coberto de razões.

Ao permitir o desvio de profissional da dengue o coordenador está permitindo um uso irregular de servidor público, pois, os agentes da dengue são contratados para prestar serviços efetivamente no mosquito ao mosquito transmissor da doença e o município recebe uma verba federal para essa finalidade.

Segundo se comenta na prefeitura usa-se os serviços dos agentes da dengue para realizar diversas tarefas na prefeitura até para fazer mudanças de repartições públicos de um local para outro.

Os serviços de combate ao mosquito ficam prejudicados. Alguns quintais acumulam lixo e recipientes que estão cheios d’água, prato cheio para o mosquito se proliferar e causar danos à população.

Vale aqui destacar que os profissionais da dengue são trabalhadores, cumpridores de suas funções e que o desvio de função ocorre por determinação da chefia.

img-20161118-wa0030 img-20161118-wa0032 img-20161118-wa0034

 

 

COMPARTILHAR