Moradores de Ecoporanga reclamam de instabilidade da Vivo

129
Imagem aérea de Ecoporanga (Foto: Marlon Bolzan)

Moradores de Ecoporanga, norte do Estado, enfrentam a ausência de sinal da operadora Vivo. Segundo eles, a instabilidade do serviço vem sendo percebida desde o ano de 2019, mas nos últimos meses a situação piorou com a interrupção dos sinais de celular e internet em diversos momento do dia. Há, ainda, relatos sobre a dificuldade de atendimento para a solução dos problemas.

A orientação da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) é para que os consumidores formalizem as queixas junto aos órgãos de defesa, os moradores podem formalizar a queixa online, pelo site www.consumidor.gov.br.

Um morador de Ecoporanga, que preferiu não se identificar, diz que vem enfrentando problemas desde o início do ano. “A qualidade do serviço piorou muito. Você está em uma ligação e tem que ficar parado, pois se mexer um pouco perde o sinal. Já a internet está sempre lenta”, relata. “É muito desrespeito com o consumidor que tem o compromisso de pagar as contas em dia, mas não vê de volta a responsabilidade da empresa de fazer a parte dela.”

Diariamente o sinal da companhia apresenta instabilidade, impedindo a realização de ligações, envio de mensagens de texto e dificuldade severa de acesso à internet.

No Facebook e em grupos de Whatsapp, moradores reclamam da falta de sinal. Muitos usuários têm dificuldades em se comunicar com familiares. O problema é registrado na região central e nos bairros da cidade.

A nossa reportagem procurou a empresa Vivo para obter mais informações, mas até o fechamento desta matéria não conseguimos respostas.

Orientação

Segundo dados do Procon estadual, os problemas com as operadoras de telefonia representam a maior parte das queixas registradas no órgão. A Vivo está entre as empresas mais reclamadas. É muito importante que o consumidor formalize a reclamação para que o Procon possa monitorar a situação e mediar a resolução.