Médico é detido acusado de assediar adolescentes durante consulta em Barra de São Francisco

1651

Um médico cardiologista foi detido pela polícia de Barra de São Francisco nesta terça-feira, 30 de abril de 2019, acusado de assediar adolescentes durante uma consulta.

De acordo com relatos das adolescentes, as estudantes, que moram em Barra de São Francisco, faziam exames cardiológicos para participarem dos Jogos Escolares do Espírito Santo (Jees), que acontecem em Nova Venécia a partir do dia 6 de maio.

Pais e mães receberam reclamações das filhas, dizendo que os procedimentos do médico seguiam de maneira estranha. Uma denúncia foi formalizada no Conselho Tutelar francisquense e o médico foi detido e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

A Prefeitura de Barra de São Francisco confirmou que houve a denúncia, mas ninguém deu informações, pois o caso está sendo apurado sob sigilo. Após ser ouvido na Delegacia o médico foi liberado.

Por questões de ética e para não atrapalhar as investigações o nome do referido médico não será divulgado.

Um amigo do médico enviou uma mensagem para nossa reportagem com os dizeres: “Conheço bem esse médico, é garoto de uma família de boa índole, e colocaria minha mão no fogo por esse médico. Temos que ouvir o outro lado da historia”. Abraços.

Aprovado projeto que assegura o direito a pacientes terem acompanhante em consultas médicas

Nesta última semana foi aprovado em Barra de São Francisco, em sessão ordinária da Câmara Municipal, o Projeto de Lei que assegura o direito a toda pessoa a ter acompanhante em consultas médicas em toda rede pública de saúde, hospitais e clínicas particulares existentes no município de Barra de São Francisco. O projeto é de autoria do vereador Wilson Pinto das Mercês, o Mulinha (PDT).

“Presenciamos através das redes sociais um fato lamentável de assédio, ocorrido no Pavilhão Municipal de nossa cidade, entre um médico e estudantes.

E foi justamente para coibir estes tipos de situações prejudiciais a ambos os lados é que apresentamos e foi aprovado pelos vereadores que compõem a Câmara Municipal de Barra de São Francisco, Projeto de Lei que autoriza o paciente em ter acompanhante nas consultas realizadas, seja em clínicas e hospitais particulares, hospital público, unidades de Saúde e em outros locais onde se realiza consulta em nosso município.

Agora após o Chefe do Executivo assinar a Lei, passa a ser um direito do paciente”.