Idosa de 62 anos foi feita refém em carro por mais de 50 km no Norte do Estado

289
Marilândia

Uma mulher de 62 anos foi feita refém por mais de 50 km durante a noite da última quarta-feira (01/05/2019). Quando ela saia de um banco no Centro de Linhares no Norte do Estado, dois homens armados a ameaçaram, um deles entrou no carro dela e seguiu com ela até a entrada do município de Marilandia, já na região Noroeste do Espirito Santo.

De acordo com a vítima, o criminoso colocava frequentemente uma faca na perna e no pescoço dela. Uma arma de fogo também ficava na lateral do banco do motorista. A idosa ainda teria sido obrigada por ele a usar um boné, a fim de confundir a polícia em um possível tiro com o intuito de atingi-lo.

O pesadelo só chegou ao fim depois de uma perseguição. No trevo de Marilândia, o assaltante conseguiu fugir do cerco policial e apontou uma arma pela janela. Nesse momento, dois agentes da Polícia Militar dispararam um tiro cada, que atingiram o para-choque do carro e a porta traseira do lado do motorista.

Em seguida, o assaltante entrou em uma estrada de terra, pela qual andou aproximadamente mais três quilômetros, antes de abandonar o veículo e a vítima, para se esconder em um matagal às margens da via, com uma arma de fogo. O suspeito foi detido na manhã de quinta-feira (02).

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que Alan Silva Miranda foi autuado em flagrante por roubo qualificado com restrição de liberdade da vítima e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina.

Fonte: gazetaonline