Em condições precárias, população cobra a retirada ou um novo presídio para Mantena. OAB se manifesta

172
Presidio de Mantena

Com a existência de um presídio em funcionamento praticamente no centro de Mantena, em um prédio que abrigava a antiga “Cadeia Pública”, a população mantenense acredita que com o crescimento do município e, via de consequência, o aumento da população carcerária, o Presídio Regional necessita urgentemente ser remodelado, reformado ou até mesmo mudar de local, para uma área mais afastada da cidade.

Na noite do último dia 21.10 seis detentos empreenderam fuga do Presídio Regional se aproveitando da condição precária das instalações cujos detentos cumprem suas condenações.

Veja mais 

Em tentativa de contato com o diretor do presídio, Henrique Alves, para saber das atuais condições do presídio e quais medidas estariam sendo tomadas pelo Estado ou pela Secretaria de Segurança Pública, ele respondeu que, “por questões administrativas não poderei atender o pedido”, orientando o jornalismo a seguir orientações repassadas pela SEJUSP.

Sendo de conhecimento público que a diretoria da 59ª Subseção da OAB de Mantena atualmente está realizando reformas no parlatório que é utilizado para atender seus clientes detentos, e em busca de informações sobre a atual situação do presídio.

 “Além da reforma do parlatório, a 59ª Subseção da OAB de Mantena firmou acordo com a direção do Presídio Regional para a construção de uma cela anexa ao parlatório que servirá para maior comodidade dos próprios advogados e auxiliará na segurança do presídio. Realmente a atual situação do nosso presídio é preocupante, pois além de instalações antigas, desgastadas pelo tempo, podemos acrescentar a superpopulação de presidiários e o baixo número de agentes de segurança para realizarem a segurança do local. Entendemos que o caso exige máxima atenção do Estado, pois a direção do presídio atua dentro da realidade que lhe é oferecida, conseguindo manter as condições mínimas de segurança contando com a competência dos agentes penitenciários”.

O Secretário-Geral da OAB, Onilton Mattedi, reforça as palavras da Presidente e afirma:

“Se o Estado não voltar os olhos para nossa Comarca e ver que nosso Presídio Regional está localizado em área residencial, possui instalações antigas e despreparadas para receber o enorme número de presidiários, as fugas serão rotina em nossa cidade. Parabenizo a direção do presídio na pessoa do Sr. Henrique Alves, pois podemos ver que ele e sua equipe vivem ‘enxugando gelo’ e a situação não é ainda pior devido à sua capacidade de gerir com poucos recursos, quase que esquecido pelo Estado.”

NOTA DA REDAÇÃO

Este espaço está a disposição para que as autoridades competentes possam se manifestar sobre a atual situação de nosso Presídio Regional.

Fonte: mantenaonline