Ana Parteira com 112 anos, diz ter visto mais de mil crianças nascerem em Água Doce do Norte

778
Ana Parteira

Uma moradora da região do distrito de Córrego Azul, interior de Água Doce do Norte, teve sua foto postada nas redes sociais (facebook), de Jailton Soares, ele, que já foi vereador e prefeito pelo município aguadocense.

Conhecida popularmente como Ana Hanorato, mais conhecida como Dona Ana Parteira, ela tem 112 anos de idade, e é admirada por todos naquela região. De acordo com informações de quem há conhece, afirmam que ela já fez inúmeros partos. Ela é uma guerreira, está lúcida e com muita saúde.

“A gente vai rezando e pedindo a Deus, e ele vai abençoando”. Essa é a fórmula que, segundo a parteira Ana Honorato, permitiu que ela ajudasse várias mulheres em mais de 1.000 partos ao longo dos anos.

Ana parteira, como é conhecida no distrito de Santa Luzia do Azul, em Água Doce do Norte, extremo Noroeste do Espírito Santo, aprendeu as técnicas de um bom parto ainda na adolescência, em Teófilo Otoni, Minas Gerais. “Quando casei, via os outros trabalharem. Ficava ‘assuntando’, caladinha”, brincou Ana.

A família é grande: Ana trouxe ao mundo 17 filhos, 54 netos, 42 bisnetos e oito tataranetos. A filha mais velha da parteira, segundo a própria família, tem 95 anos. Segundo Marli Honorato, uma das filhas de Ana, a mãe se casou ainda adolescente. A parteira não tem o registro do próprio nascimento. “Ela casou-se de 14 para os 15 anos”, contou.

Marli afirma que a estimativa de 1.000 partos foi feita após muita conversa e uma pesquisa informal com a população. “É uma vila muito pequena, todos se conhecem. Chegamos a esse resultado fazendo uma pesquisa, conversando com moradores e visitando famílias”, disse.

A lavradora Maria Souto justificou o grande número de nascimentos que tiveram a participação da idosa. “Não existia hospital ainda aqui por perto, antigamente”, destacou.

Segundo o lavrador João Ferreira Araújo, a parteira é conhecida em toda a região. “De Água Doce para cá, todo mundo conhece ela por aqui”, disse.

* Com colaboração de Alessandro Bachetti, da TV Gazeta Noroeste e gazetaonline